26 de mar de 2012

Figueira e JEC vencem em casa e alcançam treze pontos


Quinta rodada do returno teve média de três gols por partida


Figueirense x Chapecoense

Jogando contra a Chapecoense dentro do Orlando Scarpelli, o Figueira chegou ao seu nono jogo sem derrota no estadual. Em um jogo complicado pela arbitragem de José Acácio da Rocha, o time do oeste chegou a fazer frente com o Figueirense. No primeiro tempo, um pênalti para o time da casa e vários cartões para cada lado. Pior para a Chape, que teve Wanderson expulso aos 26 minutos. Na cobrança da penalidade, Julio Cesar abriu o placar da partida.

No segundo tempo, a Chapecoense, com jogadores cansados em campo, não resistiu à força do Furacão. Com um golaço de Luis Fernando de fora da área e Guilherme Santos fechando a conta, o Figueira fez três a zero, mantendo a média do melhor ataque do Brasil.

Com mais uma vitória, o Figueira segue líder do returno, com 13 pontos. Já a Chapecoense se manteve com seis pontos e caiu para a sétima colocação no returno. No geral, o Figueirense em primeiro tem 33 pontos, e a Chapecoense na quinta colocação segue na briga de vaga por índice técnico, com 24 pontos.

Alvinegros comemoram gol de Luis Fernando. Foto: Jessé Giotti

Joinville x Metropolitano

Todos os gols do jogo entre JEC e Metrô aconteceram no primeiro tempo. O time da casa pressionava e aos 31 minutos, Alex abriu o placar para o Joinville. Mesmo sem fazer uma boa partida, o Metropolitano aproveitou um erro do goleiro tricolor e empatou com Diogo Dolem. Alex voltou a marcar aos 46 do primeiro tempo, dando números finais à partida. Na segunda etapa, o time de Blumenau tentou reverter o placar, e Clodoaldo, estreante da tarde, perdeu um gol feito, livre de frente para o gol.

Com o resultado, o Joinville segue brigando pelo segundo turno, com os mesmos 13 pontos de Figueirense, porém, com menor saldo de gols. O Metropolitano, com nove se distancia um pouco da briga, mas segue como segundo colocado geral, candidato à classificação por índice técnico.

JEC venceu o Metrô e chegou a treze pontos. Foto: Zilmo José Nunes

Camboriú x Avaí

O Leão foi até Camboriú precisando de uma vitória para seguir forte na briga pelo segundo turno, mas ela não veio. Em um jogo com poucas chances para cada lado, o gol da partida veio no fim do primeiro tempo. Em jogada de escanteio, aos 44 minutos, o zagueiro Ferreira cabeceou e fez o único gol da partida. Na segunda etapa, Ovelha mexeu no time avaiano, colocando Saldanha em campo. O Leão até conseguiu pressionar no segundo tempo, mas o Camboriú manteve o resultado.

O resultado deixou o Avaí a seis pontos do líder Figueirense, tornando mais difícil a disputa pela conquista do returno. Já para o Camboriú, a vitória foi importantíssima. Com sete pontos de diferença para o nono colocado geral, Marcílio Dias, o caçula do Campeonato Catarinense está perto de garantir sua permanência na primeira divisão.

Avaí sai derrotado do Robertão. Foto: Divulgação CFC

Marcílio Dias x Criciúma

O Marinheiro segue sem pontuar no returno do estadual. Contra o Criciúma, em casa, o Marcílio chegou à quinta derrota em cinco jogos, e vê sua situação cada vez mais complicada no campeonato. Aos 12 minutos da primeira etapa, Zé Carlos abriu o placar para o Tigre, logo depois, aos 20, Lucca aumentou. No segundo tempo, o time da casa chegou a descontar com Valdir, mas Anderson Conceição fez o terceiro do Criciúma e fechou a conta, Tigre 3 a 1.

Com o resultado, o time do sul do estado chegou aos 12 pontos no returno, mantendo reais chances de conquista. Já o Marcílio Dias vê sua situação cada vez mais complicada, com seis pontos na classificação geral, tem poucas chances de sair da zona de rebaixamento.

Lucca brilhou novamente. Foto: Divulgação CEC

Atlético de Ibirama x Brusque

Em Ibirama, o time do alto vale não teve dificuldades para bater o Brusque. Com dois gols de Adriano e um de Jajá, o Atlético fez 3 a 1. Chris foi quem descontou para o Tricolor do Vale. Com a derrota, o Brusque praticamente não tem mais chances de permanência na primeira divisão do estadual. Faltando quatro rodadas para o fim do campeonato, a diferença entre o Tricolor e o primeiro time fora da zona de rebaixamento é de oito pontos. Já o Hermann Aichinger vê suas chances renovadas, já que agora se encontra a quatro pontos do Criciúma, último classificado por índice técnico.

Atlético venceu o Brusque em casa. Foto: Alain Rezini

Confira as tabelas atualizadas do Catarinense aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário