19 de mar de 2012

Goleadas e nenhum empate na quarta rodada do returno

Destaque para a goleada do Figueirense sobre o Metrô, que rendeu a liderança para o alvinegro.


Metropolitano x Figueirense

O Figueira retomou a liderança do estadual jogando em Blumenau contra o Metropolitano. Em um jogo com vários equívocos do árbitro Ronan Marques da Rosa, o que se viu foram dois tempos distintos. Na primeira etapa, o time da casa dominou as ações, mas não conseguiu convertê-las em gols. Em um lance duvidoso, Rafael Costa caiu na área e o árbitro assinalou a penalidade. No lance, além da expulsão do zagueiro Sandro pelo suposto pênalti, também foi expulso o treinador Branco, além de Wilson e Roni serem advertidos com cartão amarelo, todos por reclamação. Na cobrança do pênalti, o atacante do Verdão isolou a bola, diminuindo a reclamação alvinegra.

Ainda no primeiro tempo, o atacante Pantico do Metropolitano foi expulso após uma falta normal de jogo no meio de campo. No segundo tempo, outro Figueira e outro Metrô voltaram à campo. A equipe Verde, que marcava sob pressão e saía com velocidade já pouco aparecia, e o Alvinegro que antes mal passava da divisória do gramado, voltou voando. No segundo tempo avassalador, o Figueirense fez quatro gols. Um de Julio Cesar (de pênalti), um de Túlio e dois de Aloisio, que perdeu um pênalti. No final da partida, 4 a 0, e o bom e organizado Metropolitano se rendeu à superioridade do Figueirense.

Muitos cartões no duelo de líderes. Foto: Giovanni Silva.

Criciúma x Camboriú

No Heriberto Hülse, o Criciúma aplicou a maior goleada do catarinense deste ano. Contra o desarrumado time do litoral do estado, o Tigre marcou sete vezes, com dois gols de Lucca, outros dois de Zé Carlos, um de Fabinho Capixaba, um de Diego Felipe e um contra de Ferreira. O começo do jogo não foi tão fácil, e a torcida do sul do estado já ficava desconfiada. Aos 22 do segundo tempo, o placar ainda era 2 a 0, mas em 23 minutos, o Tigre tratou de fazer cinco gols, espantar a desconfiança da torcida e entrar com força na briga por uma vaga no índice técnico.

Zé Carlos e Lucca fizeram dois gols cada um. Foto: Giuliano de Luca.

Chapecoense x Marcílio Dias

Na estréia do treinador Itamar Schulle, a Chape fez o dever de casa contra o vice-lanterna Marcílio Dias, e mesmo sem apresentar um grande futebol, venceu o jogo por 2 a 0, com gols marcados por João Paulo e Eliomar. Para o novo técnico, nada de comemorar. A vitória serviu para manter o time na briga pela classificação, mas agora a parada do Verdão é outra. Nesta quarta-feira, a Chapecoense entra em campo pelo jogo da volta da primeira fase da Copa do Brasil. Após derrota por 2 a 1 para o São Mateus fora de casa, a Chape tem o dever de decidir em casa. Uma vitória simples garante a classificação.

Chapecoense x Marcílio Dias. Foto: Sirli Freitas.

Avaí x Brusque

Pouco mais de dois mil torcedores foram à Ressacada no sábado para assistir o Confronto entre Avaí e o lanterna Brusque. Os presentes viram um time Azurra apático, que saiu na frente no placar e não quis mais saber de jogar bola. Com uma escalação completamente desarrumada, o Leão não conseguia armar muitas jogadas. O Brusque também não se arriscava, o que tornou o jogo “chato”. A torcida vaiou o treinador de pé e a situação dele está cada vez mais complicada. O 2 a 0 com gols de Pirão e Saldanha em nada amenizou a pressão sobre Ovelha, que pode estar de saída do Avaí. De qualquer forma, o resultado colocou o time na quarta colocação geral do estadual e, hoje, o Leão estaria classificado para as semi-finais do Catarinense.

Jogo marcou a estreia do goleiro Diego pelo Avaí. Foto: Alvarélio Kurossu.

Joinville x Atlético de Ibirama

O JEC venceu o Hermann Aichinger pelo placar de 2 a 1 na Arena Joinville. O gol da vitória do Tricolor saiu apenas aos 50 minutos do segundo tempo, para alívio dos mais de oito mil torcedores presentes. Os dois gols do time da casa foram marcados por Bruno Rangel. O time do alto vale descontou com Marcelo Kilder. Com o resultado, o Joinville chegou a ser líder do returno por algumas horas, mas com a vitória do Figueirense no domingo, caiu para segundo pelo critério de saldo de gols.

Gol de Bruno Rangel saiu aos 50 minutos do segundo tempo. Foto: Divulgação JEC.


Nenhum comentário:

Postar um comentário