27 de mai de 2012

Caio faz mais um e Figueira empata com o Flu no Engenhão

Alvinegro joga no contra-ataque e consegue um ponto fora de casa

Julio Cesar jogou no sacrifício e teve atuação discreta. Foto: Dhavid Normando

O Figueirense se propôs a jogar no contra-ataque e ficou atrás no placar duas vezes contra o Fluminense. Mostrando poder de reação, o time catarinense foi buscar o empate por 2 a 2 e fez seu quarto ponto no Brasileirão da Série A.

Marcos Júnior abriu o placar para o Flu e fez também o único gol do primeiro tempo. Na segunda etapa, o time mais ofensivo do Figueira com Fernandes no lugar de Toró conseguiu o empate com o segundo gol do Talismã Caio na competição.

A empolgação do empate durou pouco. Wagner botou o Fluminense na frente do placar mais uma vez aos 20 minutos. Aos 29, Pablo chutou de fora da área e contando com o desvio no adversário empatou a partida e colocou números finais no duelo: 2 a 2.

Com quatro pontos na competição, o Figueirense é agora o quinto colocado, com quatro gols pró, três contra e um de saldo. O próximo rival do Alvinegro será o Corinthians no Pacembú às 20h30 de quinta-feira, 07/06. Antes disso, o Figueira não volta para Florianópolis e faz inter-temporada em Atibaia.


Primeiro tempo:

O Figueirense foi ao Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense com a proposta de jogar no contra-ataque. Jogando com essa estratégia, o time catarinense acabou deixando os cariocas dominarem a partida e as ações de ataque.

Aos oito minutos, o lateral-esquerdo Carlinhos cruzou e Samuel chutou obrigando Ricardo a fazer sua primeira difícil defesa no jogo. Quatro minutos mais tarde, mais uma chegada do Tricolor. Marcos Júnior ficou cara a cara com o gol após receber passe de Wagner, mas chutou por cima do gol.

O Figueira deixava o time carioca chegar. Aos 13 minutos, Marcos Júnior apareceu no meio da zaga e passou pelo goleiro alvinegro. No toque para o gol, Ricardo correu e alcançou a bola pouco antes da linha.

A pressão do Fluminense resultou em gol aos 17 minutos. A jogada de contra-ataque foi armada por Wagner, que tocou para Wallace chutar na zaga. No rebote, Marcos Júnior não perdoou e abriu o placar para o Tricolor, 1 a 0.

O gol fez o Flu diminuir a velocidade e o jogo ficar mais parado no meio campo. Aos 39 minutos, Roni armou jogada individual e chutou rasteiro para a defesa de Diego Cavalieri.

Um minuto mais tarde, Roni avançava pela esquerda, mas foi derrubado antes de entrar na área. Wallace foi quem cometeu a falta e recebeu o segundo cartão amarelo, saindo do jogo mais cedo.


Segundo tempo:


O Figueira voltou do intervalo mais ofensivo. Argel tirou Toró do time e colocou Fernandes em seu lugar. A primeira oportunidade da segunda etapa foi do Fluminense. Aos cinco minutos, Fábio Braga cabeceou, mas Ricardo fez a defesa com as pontas dos dedos.

Na primeira chance do Figueira no segundo tempo, aconteceu o gol do empate, Túlio chutou na zaga adversária e ficou com o rebote. O volante tocou para Caio que chutou rasteiro e fez seu segundo gol no Brasileirão.

Aos 14 minutos, o Alvinegro chegou perto da virada com chute de Pablo de fora da área. Quem não faz toma, e aos 20 o Flu voltou a ter a vantagem no placar. Marcos Júnior passou para Wagner, que ficou sem marcação e tocou na saída de Ricardo. 2 a 1 para o Fluminense.

Nove minutos mais tarde Pablo fez o gol que desperdiçou aos 14. O chute de fora da área do lateral-esquerdo desviou em Wagner e entrou, empatando o jogo mais uma vez, 2 a 2.

O Figueira tinha um jogador a mais e corria atrás da vitória. Aos 38 minutos, Julio Cesar cobrou falta e Diego Cavalieri fez uma bela defesa. A jogada gerou escanteio. No cruzamento, Gum quase fez gol contra, mas Cavalieri fez nova defesa, mantendo o 2 a 2 como o placar final da partida.

Escalações:

Fluminense: Diego Cavalieri; Wallace, Gum, Anderson e Carlinhos; Edinho, Jean, Wagner (Lanzini) e Thiago Neves; Marcos Júnior (Matheus Carvalho) e Samuel Rosa (Fábio Braga) – Abel Braga.

Figueirense: Ricardo; Pablo, Canuto (João Paulo), Sandro e Guilherme Santos; Ygor, Túlio, Toró (Fernandes) e Ronny; Caio (Luiz Fernando) e Júlio César – Argel Fucks.


Gols: Fluminense: Marcos Júnior (17/1º), Wagner (20/2º)
          Figueirense: Caio (12/2º), Pablo (29/2º)

Nenhum comentário:

Postar um comentário