30 de mai de 2012

Criciúma vence terceira consecutiva e segue 100%

Em noite de gala de Zé Carlos, Tigre passa pelo Vitória por 2 a 1

A estrela de Zé Carlos brilhou outra vez. Foto: Divulgação CEC

Jogando no Heriberto Hülse com mais de sete mil pessoas, o Criciúma conquistou sua terceira vitória em três jogos. Lucca e Zé Carlos mais uma vez foram destaques. O meia era o artilheiro da Série B e foi ultrapassado pelo atacante, que fez dois e agora soma quatro gols na competição.

O Tigre dominou amplamente a primeira etapa, e chegou ao primeiro gol com uma pintura de Zé Carlos. O artilheiro da Série B dominou a bola no peito e chutou forte para abrir o placar.

Na segunda etapa, o Vitória deixou o jogo mais equilibrado, mas Zé Carlos guardou mais um golaço. O atacante girou e chutou rasteiro de fora da área, ampliando a vantagem do time catarinense.

Os baianos colocaram o experiente Geovanni em campo no final do jogo, e após chute dele gerar escanteio, Rodrigo diminui de cabeça. Placar final: 2 a 1.

Com a vitória, o Tigre chegou aos nove pontos, com dez gols pró, cinco contra e um saldo de cinco. O time está na segunda posição, atrás apenas do América-MG, que tem melhor saldo de gols.

No próximo sábado, 02/06, às 16h20, o Criciúma enfrenta o Coelho mineiro no duelo dos líderes no Independência, em Belo Horizonte.


Primeiro tempo:

O Tigre começou o jogo embalado pelas duas vitórias e também pela torcida nas arquibancadas do estádio Heriberto Hülse. A primeira chegada do time tricolor do sul catarinense foi logo no primeiro minuto de jogo, com chute forte de Zé Carlos de fora da área. A bola passou por cima do gol.

A segunda chance do Criciúma veio com uma bela jogada de Lucca. Pela esquerda, o habilidoso meia tricolor driblou e trouxe a bola para o pé direito, chutando perto do gol defendido por Douglas.

Após alguns minutos sem jogadas mais agudas, quem continuou no ataque foi o Tigre. Zé Carlos aproveitou cruzamento, mas cabeceou para fora. Aos 20 minutos, nova tentativa de Lucca. Em chute colocado, o garoto acabou dando chances para o goleiro adversário.

Aos 28 minutos, o domínio tricolor se transformou em gol. Zé Carlos matou no peito dentro da área e chutou forte para abrir o placar fazendo um golaço. O gol e a pressão do time da casa fizeram o Vitória acordar.

Dominando o final do primeiro tempo, o Rubro-Negro pressionou e teve sua chance mais clara em cobrança de falta de Neto Baiano, que passou por cima do gol. O primeiro tempo terminou com o 1 a 0 favorável ao Criciúma no placar.


Segundo tempo:

O Criciúma voltou ao segundo tempo tentando não dar chances de reação ao Vitória. Mesmo vencendo, Paulo Comelli fez duas alterações: saíram Gilmar e Elias, entraram os xarás Diego Felipe e Diego Oliveira. Logo aos três minutos, Fransérgio chutou forte, mas o goleiro Douglas defendeu.

Seis minutos mais tarde o time baiano chegou ao ataque e foi a vez de Douglas Leite trabalhar. Neto Baiano, maior goleador brasileiro em 2012, cabeceou forçando o goleiro tricolor a fazer boa defesa.

Aos 12 minutos, o Tigre ampliou o placar. Zé Carlos pegou a bola fora da área, girou e chutou entre dois zagueiros. A bola rasteira foi morrer no canto esquerdo do goleiro Douglas. Criciúma, 2 a 0.

Zé Carlos fazia atuação de gala, e chegou perto de fazer seu terceiro gol aos 20 e 22 minutos. No primeiro lance, o artilheiro cabeceou para a defesa de Douglas. Na segunda tentativa, cobrou falta no travessão.

O Vitória não se entregou e aos 25 minutos Neto Baiano tentou de bicicleta, acertando o travessão. Sete minutos mais tarde, Douglas Leite salvou o Tigre fazendo difícil defesa após cabeceio de Rildo.

O Tigre substituiu Zé Carlos antes que o artilheiro levasse o terceiro amarelo e não pudesse jogar a próxima partida, contra o América-MG. O lateral-esquerdo Marlon, também do Criciúma foi expulso.

Tentando o ataque, o Rubro-Negro colocou o experiente Geovanni em campo. Aos 43 minutos, ele chutou forte de fora da área e Douglas Leite espalmou a bola que iria no ângulo. Na cobrança do escanteio gerado no lance, Rodrigo cabeceou e diminui para o Vitória, 2 a 1.

O time baiano ainda pressionou no final da partida, mas o Criciúma segurou o placar e manteve os 100% de aproveitamento na Série B 2012.


Escalações:

Criciúma: Douglas Leite; Ezequiel, Matheus, Nirley e Marlon; Elias (Diego Felipe), Fransérgio e Kleber; Lucca, Gilmar (Diego Oliveira) e Zé Carlos (Ozéia) – Paulo Comelli.

Vitória: Douglas; Gabriel Paulista, Rodrigo, Victor Ramos e Wellington Saci; Rodrigo Mancha, Ananias (Geovanni), Eduardo Ramos (Rildo) e Tartá; Marquinhos (Dinei) e Neto Baiano – Paulo César Carpegiani.


Gols: Criciúma: Zé Carlos (28/1º, 12/2º);
          Vitória: Rodrigo (43/2º).

Nenhum comentário:

Postar um comentário